Marketing, PR, Publicidade, Propaganda Politica – Reflexões de 2018

Web Marketing Para Empresas

E aqui estamos em 2019, mais um ano e novas considerações na nossa actividade de marketing online assim como algumas reflexões acerca do merado de serviços na nossa área, escrevemos para clientes existentes, amigos e interessados, num estilo um pouco mais relaxado em contraste com os artigos do género que normalmente estão carregados de CTAs, enfim isto para dizer que escrevo isto imaginando quase que estamos num sítio qualquer a beber um copo e falar de marketing.

Sempre que falamos acerca de marketing para o mundo lusófono, acabamos quase a falar nas lendas do “direct response“ e “direct mail“, o mundo mudou consideravelmente desde então e mesmo tendo em conta que nos anos 90 as mesmas estratégias se aplicavam a campanhas PPC e explodiu o mundo de vender artigos e relatórios que ensinavam precisamente isso – vender relatórios e pacotes de informação para ganhar um segundo rendimento, este passivo e em autopiloto… começava um certo declinio, mas não totalmente, o mesmo tinham feito Dennis Felix e Joe Karbo e o mundo do ”direct response“ não padeceu tanto como se esperava, e algumas dessas tecnicas nesses relatórios basicos podiam ser aplicadas a campanhas de PPC que nessa altura ainda serviam bem para ganhar vendas como afiliado, quantos de nós nessa altura arriscavam o balanço completo de um cartão de crédito ou outro para tentar um desses sistemas no final dos anos 90? Muitos de nó eram estudantes e faziamos isso para pagar as contas, era bom mas com o numero de pessoas a ingressar nessa onda, o preço do PPC ia ficar proibitivo a qualquer momento, e quando isso acontece… vende-se o sistema no formato de um curso para quem ainda acreditar no Pai Natal…

Mas olhando para trás em 2018, o que mudou tão essencialmente? O mercado está muito mais competitivo para os nossos clientes, existe uma necessidade de rigor com os orçamentos para campanhas, mesmo quando estas têm limites de 1 milhão! A razão é clara – mostrar aos accionistas bom ROI em comparação com os competidores, por que se não é verdade que o mercado seja a verdade em termos de movimentos na bolsa, ainda é a lei para o investidor, e nos dias que correm investidores especuladores podem tanto levantar um índice como o quebrar em nome de um lucro rápido, lembrando que nos dias de hoje, em que o day trading é tão comum uma erosão de empatia distancia o investidor das empresas em que investe, e o lucro é tudo nestes tempos que viram grandes empresas de renome fecharem as portas em colapso completo. Não existe tanta confiança dos investidores como existe dos clientes leais á marca/empresa, e o que vimos no ano que passou foi mesmo isso:
Tivemos de considerar o investidor tanto como o cliente nas campanhas que criámos para os nossos clientes.

Mas podia ser pior, ficamos muito satisfeitos e seguros que estamos a ser pioneiros ainda passado tantos anos após as nossas origens e início de actividade, desta vez a oferecer em países como Moçambique e Angola um nível de serviço a par com o que se faz na Europa e EUA, conseguimos trazer isso do nosso trabalho por esse mundo afora, dicas preciosas também para pequenas empresas e startups, para as quais esse nível de detalhe está raramente accessivel. Continuamos a oferecer um nível de serviço em par com o que os maiores grupos de consultoria e publicidade do mundo se vêm forçados a fazer por exigencia do mercado.

Chegou também a Blockchain, e já se fala de uma bolha prestes a rebentar, pois o preço das cyptomoedas está a subir bastante(com algumas correcções na order dos 49%!) e a atrair muitos especuladores assim como personagens menos reputaveis que se aproveitam da falta de regulação para começar os esquemas mais diversos, como casinos e jogo em cryptomoeda assim como sites de investimento que acabam por ser verdadeiros esquemas em pirâmide tipi Ponzi que desaparecem da noite para o dia sem deixar rasto nem sinal do dinheiro dos investidores, tudo tão liberal que é mesmo tolerado e antecipado por investidores que procura estar no primeiro ou segundo nível da pirâmide para ganharem lucros elevados antes de os sites desaparecerem, é de notar que a falta de regulação é tal que permite até ter uma empresa legal para o efeito, é muito comum ver tais empresas incorporadas no Reino Unido, em Londres em particular, fingindo ser empresas mineradoras legítimas com equipamento que é pseudo-alugado para minerar… Mas não vamos por aí ainda, o que queremos dizer é que o mundo das cryptomoedas vai ainda dar muitas voltas, e prevemos que a Blockchain vai er muita influencia no mundo da publicidade online… mas isso é para outro artigo… 

Mas 2018 vai ser lembrado nos nossos escritórios como o ano que entramos a sério no ramo de relacões publicas, contando com clientes de prestígio em diversas organizações publicas e privadas, conseguimos fazer productos atractivos baseados no nosso trabalho em gestão de reputação online nos anos anteriores, elevando ORM a nivel de publicidade com aplicações impressionantes, acabámos 2018 espantados com um regresso ás origens da publicidade dos dias de Madyson Avenue aplicados a campanhas diversas em relações publicas e PR, ainda mais satisfeitos por não só fomos os primeiros a fazê-lo mas principalmente porque o fizemos para os CPLP antes do resto do mundo, os dias do marketing digital para os CPLP estão aqui.
Feliz e lucrativo 2019 para todos.

  • Follow us: